Negócios

Tendências de negócio: como usá-las na prática na sua empresa?

Por: Mutant, outubro 4, 2018

Não importa o tamanho da sua empresa: ela precisa explorar as tendências de negócio em sua gestão, independentemente do segmento em que atua. Novos hábitos de consumo e de vida determinam mudanças o tempo todo, transformando o mercado e abrindo a possibilidade de criação de outros nichos de atuação. É assim que o potencial de crescimento de uma empresa pode ser melhor aproveitado.

Atualmente, as novidades surgem a uma velocidade, muitas vezes, difícil de ser acompanhada. É por isso que esses movimentos devem ser seguidos constantemente para que as empresas possam modificar e melhorar seus processos em um nível alto, que pode, até mesmo, questionar e alterar, de forma inteligente, suas metas organizacionais.

Neste artigo, vamos falar sobre como você deve acompanhar as tendências de negócio, mostrar algumas delas que já se apresentam e que precisam nortear o futuro das companhias que desejam sobreviver e crescer. Também vamos dar algumas dicas de o que um gestor deve fazer para implantar essas transformações em sua empresa. Continue a leitura!

O que é preciso fazer para buscar e analisar tendências?

Observar com atenção o mercado e o seu público é o primeiro passo para analisar de forma eficiente as tendências de negócio e aplicá-las em sua empresa. Talvez isso pareça óbvio, mas a proposta, aqui, é que você vá além: entre em campo, pesquise, entenda quais são os novos rumos a seguir. É uma análise que passa pela antropologia, mesmo, é científica.

É preciso descobrir a raiz das mudanças para obter as respostas necessárias para aplicar essas tendências aos seus processos. É no comportamento das pessoas que você buscará os insights a respeito dos desejos e das dores do seu cliente. A partir disso, poderá traçar as estratégias necessárias para que a velocidade das transformações não torne a sua empresa ultrapassada.

Alguns exemplos de tendências de negócio apontadas em 2018

Economia colaborativa

Sustentabilidade, fuga do consumismo exagerado e uma necessidade de agir de forma mais comunitária e colaborativa, sem a necessidade de esperar o governo ou a dependência de uma grande empresa para obter o que se quer. Esses fatores levam as pessoas a procurar opções mais personalizadas, que envolvam os indivíduos de forma mais próxima.

Daí o surgimento e o crescimento exponencial da economia colaborativa. Nela, estão inseridos, por exemplo, aplicativos para motoristas, para aluguel de veículos ou caronas compartilhadas, de hospedagem (como o Airbnb), entre outros. Não dá para fechar os olhos para isso: há uma perspectiva de que esse mercado movimente aproximadamente 335 bilhões de dólares até 2025!

Alimentação saudável

Essa é outra tendência de negócio que vem alterando profundamente a forma de atuação de grandes empresas, como a Sadia, que já inclui em seu portfólio produtos com menor teor de sódio e vende a imagem de alimentos com sabor de tempero caseiro. Essas mudanças chegam para atender a um público que não abre mão da praticidade, mas deseja ter mais qualidade de vida e saúde.

Nesse segmento, também entram os produtores de agricultura orgânica, os restaurantes que vendem alimentos com essa origem e empresas que elaboram cardápios que visam essa alimentação mais saudável que o consumidor tanto busca. Não há dúvidas de que esse é um mercado promissor e que tende a crescer ainda mais.

Segurança na IoT

A Internet das Coisas (IoT) é uma das tendências que surgiram em um passado muito recente, mas que ainda não atingiram todo o seu potencial. Porém, falta pouco para chegar lá, porque as questões que atrapalhavam seu crescimento no Brasil, como a qualidade da conexão ou a segurança, já estão sendo resolvidas.

O uso de blockchain, por exemplo, resolve algumas dessas questões, assim como o reconhecimento facial e por voz, a biometria, entre outras soluções tecnológicas que dificultam o acesso de hackers às operações na rede. Aqui entram, ainda, a computação quântica, com todo o seu potencial de velocidade no processamento de informações, e o uso das criptomoedas.

Realidade aumentada

Pensar apenas em games, como o Pokémon Go, seria limitar demais todas as possibilidades que a realidade aumentada é capaz de oferecer às pessoas e às empresas. Forte, entre as tendências de negócio apontadas para 2018, essa tecnologia traz infinitas oportunidades de aproximar o consumidor da sua marca.

A realidade aumentada poderá mudar a forma como usamos a medicina, a educação, o turismo, o varejo e, principalmente, o marketing. Melhor que esperar para ver é entender, antes da concorrência, como ela pode ser aplicada ao seu negócio!

Como descrever e justificar o porquê da escolha da tendência?

A escolha de quais tendências de negócio serão aplicadas à sua empresa depende de uma observação atenta ao mercado, ao seu público e às suas metas organizacionais. É preciso saber aonde a sua companhia quer chegar para, então, desenvolver as estratégias necessárias para promover a mudança. Hoje em dia, há profissionais especializados nessa verdadeira caça às inovações.

Você deve optar pelas tendências que mais se aplicam à sua organização e definir no que ela vai se transformar. Um ponto de partida é conhecer os principais objetivos ao fazer a análise delas:

  • colocar o cliente como foco das suas ações;
  • melhorar a percepção do consumidor e a experiência dele com a sua marca;
  • melhorar seus processos;
  • reduzir custos;
  • aumentar o faturamento, crescer.

O que é necessário fazer para aplicar as ideias?

A partir da observação das tendências de negócio e da definição de quais delas se encaixam ao seu modelo de empresa, é preciso seguir alguns passos para a aplicação dessas mudanças. Veja quais são eles, a partir de agora.

Estudar as possibilidades tecnológicas

É preciso avaliar quais são os recursos tecnológicos disponíveis atualmente e quais estão sendo desenvolvidos para que possam ser aplicados nos processos da sua empresa a fim de ajudar na transformação necessária. Pode ser um melhor uso das redes sociais e dos aplicativos, soluções de cloud computing, utilização inteligente da automação, entre outras.

Organizar-se para receber as inovações

Você deve inserir e preparar a sua equipe para conhecer e receber as transformações, diminuindo as chances de resistência a mudanças e explorando a capacidade dos seus colaboradores de implementar novas ideias. É preciso também trabalhar na mudança dos fluxos e processos de trabalho para que eles possam atender às novas necessidades do cliente.

Permitir a mudança de mentalidade

É preciso mudar o jeito de ver e pensar os negócios para conseguir seguir as tendências apresentadas pelo mercado, a partir do novo comportamento das pessoas. Isso vai mexer com a forma que a sua empresa encara seus processos, envolvendo todos os níveis — desde a gestão ao funcionário na ponta.

É necessário, sobretudo, investir em conhecimento, dar vez à inovação e fazer um planejamento estratégico dessas mudanças para que elas possam ser aplicadas.

Estar sempre atualizado sobre as tendências de negócio é fundamental para identificar quais delas são as melhores e se aplicam ao seu segmento. Isso fará com que sua empresa se mantenha viva e consiga acompanhar a velocidade das transformações que o futuro nos reserva.

E você, como faz para acompanhar essas tendências e aplicar as transformações necessárias em sua empresa? Deixe um comentário neste post e compartilhe a sua experiência!

    • Receba nosso conteúdo em primeira mão.