Customer Experience

Entenda o que é o consumidor 3.0 e saiba vender para esse perfil

Por: Mutant, julho 7, 2022

Nos últimos anos, tanto a sociedade quanto os mercados mudaram drasticamente. Em uma coletividade cada vez mais digital e voltada à sustentabilidade, era apenas questão de tempo para que os consumidores também passassem por uma transformação. Por isso, elaboramos este conteúdo exclusivo sobre o tema.

Afinal de contas, você sabe o que é o consumidor 3.0? Caso não domine o conceito, sem problemas. O objetivo deste post é trazer esse assunto à sua atenção, explicando as características desse novo perfil e como você pode adaptar o seu negócio para melhor atender a esses novos clientes. Então, não perca tempo e continue a leitura!

O que é o consumidor 3.0?

O consumidor 3.0 é o consumidor digital, informado e social e ambientalmente responsável. Em nossa visão, toda era comercial é marcada por algum perfil de consumidor. O 1.0 surgiu com a Internet e com a popularização do e-commerce. Foi o primeiro grupo a se adaptar às lojas virtuais no final da década de 1990.

Evolução

Pouco depois, com a popularização de sites, blogs e reviews, o consumidor passou por uma nova evolução, tornando-se o 2.0. Além de ser adepto ao e-commerce, esse perfil passou a valorizar a opinião técnica, assistindo a análises e a comparações entre diferentes produtos para orientar a sua compra.

Após, chegamos ao consumidor 3.0, a mais recente “atualização”. Diferentemente das “versões” anteriores, esse perfil é muito mais do que bem informado. Considerando todas as aflições da sociedade atual, esse novo consumidor chega à sua decisão de compra influenciado por uma série de fatores relevantes.

Mais do que nunca, ele apresenta maior sensibilidade aos preços, não apenas pelo contexto econômico geral, mas por estar familiarizado com o que considera uma precificação razoável nos mais variados itens. Além disso, esse consumidor também confia, firmemente, na opinião de outros consumidores. 

Por último e talvez mais importante, vale a pena destacar que esse perfil é ambiental e socialmente responsável. Talvez por influência mercadológica do movimento ESG ou pela simples urgência das pautas climáticas e sociais, o consumidor 3.0 tem a ética como uma baliza decisiva na hora da compra.

Quais são as principais características do consumidor 3.0?

Atualmente, não são todos os consumidores que estão segmentados nesse público. Afinal de contas, a evolução do perfil de consumo é um processo gradual e que pode levar vários anos, sendo estimulado pelo surgimento de novas tecnologias, tendências ou aflições sociais e econômicas.

No entanto, já é possível enxergar uma forte correlação entre esse perfil e as últimas gerações, como os Millennials (1981-1996), a geração Z (1997-2010) e, futuramente, os Alfas (de 2010 adiante). Conectada, engajada e informada, a nova geração orienta as suas decisões de acordo com algumas características. Dê uma olhada!

Sensibilidade aos preços

O consumidor 3.0 é o tipo de cliente que passou boa parte da vida observando atentamente os preços de diferentes itens e tecnologias. Mais do que qualquer outro consumidor no passado, ele está relativamente habituado a preços menores, pois aproveitou o “boom” industrial e a escalabilidade de novas tecnologias.

Além disso, esse consumidor está acostumado a procurar e identificar oportunidades. O ecossistema digital treinou esse perfil para conhecer eventos promocionais, aplicar cupons, avaliar cashbacks e usar ferramentas para identificar os menores preços. O consumidor 3.0 é o perfil mais tecnologicamente preparado que já existiu. 

Segurança extrema e inabalável

Diferentemente dos Estados Unidos, o Brasil teve uma trajetória mais longa na adaptação do consumidor às lojas digitais. Por muito tempo, a Internet foi vista como um ambiente perigoso, em que era possível cair em golpes e em fraudes com muita facilidade. Mas, finalmente, isso não é mais realidade.

O consumidor 3.0 é inconscientemente seguro. Esse perfil sabe identificar sites confiáveis, tem o hábito de verificar o certificado de segurança da página, checa os portais de reclamação e também confere a reputação da marca, analisando a sua avaliação tanto no card do Google quanto na página do Facebook.

Confiança na opinião de terceiros

Enquanto o consumidor 2.0 valorizava a opinião técnica de influenciadores da área, o consumidor 3.0 prioriza a opinião contextual de usuários como ele mesmo. Não por acaso, os canais de review e de unboxing de itens de tecnologia estão assumindo uma postura cada vez mais informal — de usuário para usuário.

Outro fato que reforça essa percepção é como a prova social é cada vez mais importante para rentabilizar os seus clientes. Independentemente de se tratar da comercialização de cursos, artigos digitais ou físicos, mais do que nunca, os lojistas reconhecem a importância da avaliação dos clientes anteriores para motivar ou desestimular a compra.

Responsabilidade social e ambiental

Nos últimos anos, o mercado está atravessando uma grande mudança, motivado pelo conceito ESG (Environmental, Social and Governance). Conforme as empresas se tornam mais responsáveis social e ambientalmente, em vista dos desafios sociais, econômicos e climáticos pela frente, o consumidor também se transforma.

A conscientização ambiental e social, em diversos aspectos, é algo que acontece aos poucos, conforme esse perfil é exposto a esses assuntos, demandas e urgências. Progressivamente, esse consumidor passa a privilegiar marcas, produtos, serviços e soluções que estejam alinhados à sua baliza moral, sobretudo no campo social e ambiental.

Como adaptar a sua empresa para atender a esse novo público?

Agora que você sabe o que vem pela frente, é momento de adaptar a sua empresa para a recepção desse público. Em nossa visão, tudo começa pela comunicação. Desde a forma como você se engaja com esse consumidor em seus canais de comunicação até a sua estratégia de marketing, a sua abordagem e o seu atendimento.

Além de aprimorar o relacionamento com o cliente e evidenciar as virtudes de responsabilidade social e ambiental, é importante investir em soluções e em tecnologias para melhorar a sua presença digital e enfatizar a sua prova social. É preciso deixar claro que a sua marca não existe em um vácuo, mas, sim, em um ambiente de referência e respeito, e que os seus clientes reconhecem os seus produtos e serviços por isso.

Como se pôde ver, o consumidor 3.0 é a evolução natural do perfil que dominará o mercado. Embora, hoje, boa parte dos consumidores ainda seja 2.0, é apenas uma questão de tempo para que a maioria se torne constituída pelo novo grupo, que parece estar fortemente correlacionado à nova geração de clientes.

Agora que você tem uma boa noção sobre o consumidor 3.0, aproveite para continuar se atualizando acerca do tema. Para isso, basta assinar a nossa newsletter!

    • Receba nosso conteúdo em primeira mão.