Marketing

Como fazer benchmarking? Entenda sobre a estratégia

Por: Mutant, janeiro 13, 2022

Que tal reduzir os riscos ao implementar novas práticas ou poder decidir o melhor plano de ação com base em estratégias testadas e bem-sucedidas? Essa é a promessa do benchmarking. Aprender com os concorrentes pra otimizar a sua organização.

Isso não é importante só pras grandes empresas, pequenos negócios podem aumentar o conhecimento sobre seu segmento e se tornarem mais eficientes, lançando mão dessa metodologia.

Mas como fazer benchmarking e obter resultados excelentes? Nós vamos te contar neste artigo. Não deixe de conferir!

O que é benchmarking? 

Antes de entender como fazer benchmarking, é preciso compreender tudo o que esse conceito engloba. Basicamente, trata-se de uma estratégia de gestão que visa encontrar as melhores práticas a partir de empresas que são referências no mercado.

Assim, pode-se dizer que o benchmarking serve como ferramenta de análise para o desenvolvimento de pesquisas com o objetivo de conhecer as experiências dos concorrentes, adequá-las à sua realidade e adotá-las, gerando otimizações.

Podem se beneficiar de sua aplicação desde áreas como qualidade ou custos, com a implementação de processos e métodos mais eficientes, até o atendimento comercial, ao buscar formas de melhorar a experiência do cliente.

Por que essa prática é importante e estratégica?

O benchmarking é um importante meio pra obter resultados cada vez mais positivos, pois, além de permitir que a empresa alcance uma constante otimização, ele incentiva a inovação. Tudo isso com riscos mais baixos, uma vez que as soluções já foram testadas em outras corporações, ampliando a segurança na decisão tomada.

Sua implementação é estratégica pra manter o negócio alinhado com o que há de mais atual no mercado, garantindo sua competitividade. Além disso, ele tem um papel no posicionamento de marca. Afinal, ao conhecer a concorrência a fundo, fica mais fácil apresentar seus diferenciais para os clientes, não é mesmo?

Quais são os tipos de benchmarking?

Uma informação fundamental na hora de planejar como fazer benchmarking são os tipos de análise que ele possibilita. Conhecer os objetivos de cada uma auxilia na definição de qual é a opção ideal a ser aplicada diante das necessidades do negócio. Assim, os 4 modelos de avaliação que existem são:

  • competitiva: otimiza práticas da concorrência a fim de superá-las;
  • cooperativa: funciona por meio de uma parceria em que aprendizados são trocados espontaneamente;
  • funcional: compara os formatos de trabalho, independentemente do segmento dos empreendimentos envolvidos;
  • interna: busca melhorias dentro do próprio ecossistema empresarial.

Como fazer benchmarking?

Implementar essa estratégia é uma tarefa que exige atenção às decisões em vários aspectos — escopo, metodologias, indicadores, ferramentas etc. — que influenciam o resultado da análise. Confira nossas dicas de como fazer benchmarking e obtenha os melhores insights pra sua empresa!

Defina os objetivos e as necessidades

Pra que o benchmarking funcione, ele não pode ser aplicado em todas as áreas ao mesmo tempo. Claro que qualquer melhoria ajuda a gerar vantagem competitiva, mas pra que a adoção de práticas otimizadas seja um sucesso é preciso focar e priorizar.

Como critérios pra isso, o ideal é estipular objetivos e saber as necessidades da empresa. Verifique em qual área há mais limitações: gargalos nas operações, jornada do cliente ineficiente, problemas pra atrair talentos etc. Depois disso, estabeleça o que é mais urgente e o que agrega mais valor. Assim, uma hierarquia guiará o processo.

Escolha os métodos de coleta de dados

Talvez o ponto mais delicado dessa estratégia seja a coleta de dados. Pra que a sua empresa faça a análise a partir de informações confiáveis e sem ultrapassar os limites éticos pra consegui-las é essencial conhecer os melhores métodos.

Desde parcerias de cooperação até pesquisas podem ser usadas. A internet facilitou muito esse processo, entretanto, participar de eventos e realizar visitas técnicas são alternativas pra enriquecer a compreensão. Outra possibilidade são consultorias e mentorias.

Faça um levantamento da concorrência

Comparar sua empresa com a concorrência é a principal ação do benchmarking pra alcançar o que essa estratégia visa. Porém, não é qualquer negócio que serve como referência. Considerando o tipo de análise, os objetivos e as necessidades, pode-se escolher qual é o empreendimento ideal pra isso.

Um levantamento dos principais players do segmento e de quais são as corporações com abordagens reconhecidas como inovadoras é o começo. Acima de tudo, verifique se quem servirá de modelo já passou pela mesma situação em que você está no momento da avaliação. Dessa forma, a possibilidade de não encontrar soluções úteis será menor.

Acompanhe os KPIs

Os KPIs ou indicadores-chave de performance servem tanto pra ser comparados com os da empresa de referência como pro acompanhamento dos efeitos das novas práticas adotadas no seu negócio.

Comece definindo quais são as métricas que melhor fornecem evidências do problema a ser superado ou do desenvolvimento obtido. Mais do que monitorá-los, é importante analisar o que está impactando cada tendência — diminuição, estagnação ou crescimento — que apresentam.

Adote parcerias estratégicas em tecnologia

Como visto, todos os processos que compõem o benchmarking envolvem diversos aspectos, fazendo da operacionalização de suas etapas algo complexo. Por isso mesmo a tecnologia é uma aliada na hora de consolidar tantas variáveis.

Existem diversas ferramentas úteis pras análises. A começar por soluções voltadas à coleta de informações, passando por meios pra comparação de métricas entre empresas. Nesse sentido, o portfólio da Mutant oferece plataformas desenvolvidas pra gerar insights e conhecer as tendências de mercado que usam Big Data, Inteligência Artificial e Machine Learning.

Quais são os impactos do benchmarking na empresa?

O benchmarking estratégico muda a forma como a empresa trabalha, abrangendo o desenvolvimento de todo o empreendimento e gerando benefícios que impactam o negócio, como:

  • reposicionamento no mercado mediante um profundo entendimento da concorrência e das tendências;
  • antecipação da tomada de decisão em relação a oportunidades e ameaças identificadas;
  • evolução contínua das práticas organizacionais, com a adoção de mudanças baseadas em soluções de empresas que são referências;
  • atualização de ferramentas e metodologias que agregam inovação;
  • redução de custos e elevação da rentabilidade.

Seguir nossas dicas de como fazer benchmarking é o primeiro passo pra alcançar a máxima performance em uma empresa. Mais do que isso, a inovação — quer seja tecnológica ou metodológica — passará a fazer parte do mindset do negócio, garantindo a melhoria contínua.

A Mutant disponibiliza uma parceria estratégica que envolve treinamentos e soluções digitais pra se manter atualizado e sair na frente da concorrência. Entre em contato e conheça o Mutant Nitro!

    • Receba nosso conteúdo em primeira mão.