Negócios

Lean startup: o que é e como colocar em prática na sua empresa?

Por: Mutant, junho 18, 2019

Uma das maiores preocupações de quem vai abrir uma empresa ou de quem já tem uma, mas quer melhorar seu modelo de negócios, é saber como crescer com processos mais simples e ainda assim gerar resultados positivos.

Essa preocupação faz parte de qualquer gestão e não à toa vem tomando conta do ambiente empresarial através do conceito Lean Startup. Em tradução literal, isso significa “startup enxuta”, ou seja, um negócio que elimina desperdícios para alavancar seu crescimento de forma rápida.

O Lean Startup apareceu pela primeira vez após a Segunda Guerra Mundial, inspirado no modelo de produção da Toyota, mas foi popularizado por Eric Ries, através do seu livro A Startup Enxuta. Na obra, ele explica, com base em sua experiência de mais de 20 anos ajudando startups, como empresas podem eliminar desperdícios e criar soluções que acelerem seu crescimento.

Essa popularização que o termo tomou através do livro possibilitou que o conceito se estendesse a diversas empresas por todo o mundo e fosse aplicado em vários tipos de companhias. Para você saber como se beneficiar dele, acompanhe este conteúdo!

Como se aplica o Lean Startup em um negócio?

O Lean Startup está muito ligado, principalmente, aos setores tecnológico e de marketing, porém, pode ser aplicado a qualquer negócio e inserido em empresas de pequeno, médio e grande porte, pois se utiliza de metodologias universais.

E para que esse conceito se desenvolva em uma empresa, é necessário que todos os processos estejam bem-estabelecidos e claros. O Lean Startup pode atuar nas variadas fases de um negócio — produção, venda e pós-venda — e, desse modo, identificar a melhor forma de aplicação e execução do conceito para cada processo.

O Lean Startup não se propõe apenas a eliminar o desperdício, mas a criar novas possibilidades de desenvolver um produto ou serviço sustentável. Ao mesmo tempo, a ideia é também impactar o mercado e, assim, satisfazer o nicho a ser atingido.

Quais são as etapas de desenvolvimento do conceito em empresas?

Em qualquer negócio, erros e acertos acontecem o tempo todo. A questão, no caso dos erros, está na forma como você lida com os desafios: em quanto tempo você não só aprende com eles, mas como também desenvolve soluções.

No conceito de Lean Startup, errar está liberado e faz parte do processo. Quanto mais cedo você falhar, mais rápido aprenderá e conseguirá corrigir a prática. Testar e validar lançamentos de produtos, serviços e novas formas de processo é, literalmente, incentivar o aprendizado para que os resultados positivos venham mais rápido.

Dentro disso, algumas fases devem ser implementadas para que o método lean se integre às rotinas das empresas. Conheça quais são elas a seguir.

Aprendizado

Como já dito anteriormente, você pode e deve aprender com os erros, a fim de acertar mais rápido, mas isso também está ligado ao conhecimento sobre seu produto/serviço. Entender o empreendimento é primordial para a aplicação do lean, e sua empresa pode fazer isso de diversas maneiras.

Ter um plano de negócio claro é o início do processo. É onde você enxerga sua empresa, suas limitações, seus objetivos e tudo o que precisa ser compreendido para se ter a dimensão de como o lean atuará.

Existem várias ferramentas para elaborar um bom plano de negócio, e uma das mais conhecidas e eficientes é o Modelo Canvas.

Testes

A fase de testes é crucial para a validação dos processos do Lean Startup. Isso quer dizer que a sustentabilidade do negócio deve estar de acordo com o que é proposto e, para isso ocorrer e fazer sentido, experimentos devem ser realizados, de modo a realmente garantir a execução.

Outro ponto importante da fase de testes está em mensurar o customer development, (desenvolvimento com clientes), para que se possa coletar o máximo de informações possíveis sobre a viabilidade do negócio e, assim, promover um desenvolvimento ágil do negócio.

Build, measure, learn

Esse ciclo, que significa ‘construir-medir-aprender’, é o ponto-chave da aplicação e do desenvolvimento de uma startup enxuta.

A primeira parte do fluxo (build) é o MVP (minimum viable product, ou produto mínimo viável), que consiste na criação de soluções rápidas e com o mínimo de recursos, favorecendo o aprendizado rápido e uma melhor visualização das demandas que forem surgindo.

A segunda parte (measure) tem a ver com o impacto gerado pela empresa. Ou seja, se o produto ou serviço está alcançando os resultados esperados do que foi indicado na proposta inicial e se são reais.

E a terceira parte (learn) está relacionada ao aprendizado do todo. Após a aplicação dos testes e da mensuração, é essencial entender se esses resultados são realmente positivos para o negócio e se vale a pena continuar por esse caminho, ou se é necessário aplicar melhorias ou mudanças — no caso, o famoso “pivotar”, que é onde o conceito de Lean Startup faz mais sentido do que nunca.

Quais as vantagens do Lean Startup para seu negócio?

O conceito “enxuto” não é à toa. A maior vantagem do Lean Startup é reduzir os custos de operação de uma empresa, e isso, consequentemente, vai diminuir as despesas, melhorar o desenvolvimento sustentável do negócio e, claro, contribuir para o aumento dos lucros.

Além do mais, como você verá a seguir, o lean tem outras vantagens. Conheça-as acompanhando as seções a seguir.

Melhora do CRM

A aproximação com seu público incentiva que a gestão de relacionamento seja bem mais positiva, e isso faz com que sua empresa alcance maiores chances de fidelização junto aos clientes.

Aumento da rentabilidade

Menos custos, mais testes, mais acertos: tudo isso faz com que a produtividade do negócio melhore, tornando os processos rápidos e eficientes.

Porém, nem sempre esse trabalho é simples, sendo necessária, frequentemente, a ajuda de especialistas no assunto, pois o conceito de Lean Startup é um método de gestão que precisa de acompanhamento e prática até que se chegue ao resultado esperado.

E nada melhor do que poder contar com o suporte de quem entende e tem as ferramentas certas para desenvolvê-lo. Por isso, pesquise, entenda as necessidades do seu negócio, conheça sua empresa e procure meios para que a construção e a implantação do Lean Startup gerem bons resultados.

Se você gostou deste conteúdo e quer saber como o método lean pode ajudar a sua empresa a crescer, assine nossa newsletter! Assim, você ficará por dentro de todos os assuntos e soluções para seu negócio.

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.