Marketing

Entenda a importância do teste A/B para o marketing digital

Por: Mutant, setembro 12, 2019

Você pode fazer uma estratégia de marketing digital com todo o cuidado, pensando no público-alvo e nas melhores práticas do mercado. Ainda assim, será possível otimizá-la para ter resultados melhores, como o aumento nas conversões, no número de e-mails abertos e na quantidade de leads captados.

Uma ótima prática para conseguir fazer as alterações necessárias é o teste A/B. Com ele, podemos entender se eventuais mudanças vão trazer os resultados esperados. E para você saber o que é de fato é um teste A/B, o que pode ser analisado, qual a sua importância e como realizá-lo é que preparamos este post.

Quer fazer bons experimentos? Então, siga nossas dicas!

Afinal, o que é teste A/B

Você já pensou que sua estratégia de marketing digital poderia ser melhor se um texto, ou mesmo a cor de um botão, fossem alterados? Pois é, o teste A/B serve justamente para fazer a análise do desempenho de uma mudança em determinado ponto da estratégia.

Embora existam várias técnicas que sejam recomendadas, cada empresa verá que os resultados dependem de uma série de fatores, como o público, a mensagem que é passada, além de outras características próprias do modelo de negócio e de serviços ou produtos. Logo, é essencial fazer testes para alcançar melhores resultados.

O teste A/B funciona com a divisão de tráfego de determinada página ou mensagem em duas. A primeira é a atual e a segunda é a desafiante, que é a que sofrerá uma mudança. Com base nisso, será possível medir qual apresenta a melhor taxa de conversão para selecionar se a nova versão será considerada como oficial, ou se a atual seguirá oferecendo os melhores resultados.

O que pode ser analisado nos testes A/B

Qualquer elemento pode ser modificado para entender se ele terá um desempenho melhor ou pior, como:

  • textos;
  • imagens;
  • botões;
  • posições e tamanhos de elementos.

Importante dizer que você deve testar apenas uma variável por vez, só assim saberá exatamente o que causou o impacto.

Os usos mais comuns são em:

  • links patrocinados, como Google AdWords e Facebook Ads;
  • redes sociais (como Facebook, Twitter e Instagram);
  • e-mail marketing;
  • landing page;
  • blog posts.

Isso é apenas para você ter uma ideia. Mas saiba que há inúmeras outras possibilidades que podem ser aplicadas para a obtenção de melhores resultados, até mesmo em meios offline.

Importância dos testes A/B para a experiência do cliente

Para conseguir aumentar as vendas, é necessário pensar em melhorar a experiência do cliente. Caso ele não consiga encontrar as informações que deseja, dificilmente concluirá as ações que começou, o que aumentará o número de carrinhos abandonados, pedidos de orçamento deixados pela metade e e-mails que não cumprem o objetivo proposto.

Com os testes A/B, é possível descobrir quais são as tendências e os desejos dos usuários ao visitar sua página, ler um e-mail ou preencher um formulário em uma landing page. Você poderá se aproximar daquilo que os internautas consideram ideal durante a navegação.

Com isso, eles terão mais vontade em continuar a visita, o que renderá mais leads, cadastros e carrinhos fechados. Ou seja, pensar na experiência do consumidor é fazer testes continuamente para ajustar os elementos àquilo que os usuários desejam, conscientemente ou não.

Como fazer teste A/B em 3 passos

Quer começar a experimentar os elementos de sua estratégia de marketing digital? Então, aprenda os três passos que você deve seguir.

1. Pense em testes partindo de um princípio

É comum que os gestores pensem em modificações a partir de suas crenças e desejos, como achar que um botão fica mais bonito em outra cor, ou acreditar que o tamanho do texto ficaria mais adequado se fosse maior. Porém, os testes são mais eficazes quando há alguma evidência de problemas em sua página.

Isso significa que os testes devem ser realizados em situações em que você verifique um real potencial para melhorar as métricas mais importantes para a empresa, como:

  • acessos a determinados materiais;
  • número de cliques,
  • geração de leads;
  • número de vendas etc.

Por exemplo, se você descobrir que determinada landing page tem um desempenho menor do que as demais, é importante investigar o motivo para isso. Comece observando quais são as diferenças de itens entre as páginas. O tamanho dos textos explicativos é o mesmo? Há vídeo em todas elas? As cores são parecidas?

Ao responder essas perguntas, você terá ideias de itens que podem ser modificados para aumentar os resultados de suas estratégias.

Se você perceber, também, que um e-mail possui uma taxa de clique menor do que os demais, vale a pena verificar se a posição ou as cores das mensagens são as melhores. Os testes serão mais certeiros se as escolhas forem efetuadas de acordo com o perfil dos usuários, e não ao gosto dos gestores.

2. Escolher as melhores ferramentas

Para que seus testes A/B possam ser efetivos, o recomendado é usar uma ferramenta específica, como:

É interessante testar cada uma delas para ver qual é a que mais se encaixa nos seus objetivos.

3. Garantir significância estatística

Para que os testes levem a conclusões objetivas, é necessário ter um volume significativo de acessos. Caso contrário, os dados podem mostrar flutuações normais que não refletem os desejos dos usuários. É claro que poucas empresas de marketing digital que estão começando têm tal volume, o que pode fazer com que várias decisões prematuras sejam tomadas.

Vale lembrar que, embora seja comum ver os diversos casos de melhoria de conversão após os testes, parecendo que o processo é simples, na verdade, descobrir quais são as variáveis que vão influenciar de verdade nos resultados da empresa é um processo difícil e de longo prazo. É comum que os experimentos sejam inconclusivos ou não apresentem diferenças relevantes, no início.

Agora que você sabe qual é a importância do teste A/B, prepare-se para implementá-lo em sua empresa. Comece pesquisando uma boa ferramenta e entendendo quais são os elementos que podem ajudar no aumento da taxa de conversões. Assim, você estará sempre refinando sua estratégia e obtendo melhores resultados, pensando na Experiência do Usuário (ou Customer Experience).

Quer receber mais dicas como esta? Então, siga a Mutant nas redes sociais: acompanhe nossos conteúdos no Facebook, no LinkedIn e no Youtube.

    • Receba nosso conteúdo em primeira mão.