Negócios

Por que é urgente adotar a metodologia ágil na sua empresa?

Por: laurosollero, agosto 11, 2020

Você já ouviu falar em metodologia ágil, temos certeza disso. O termo está muito na moda, e não é à toa. As empresas que aderem a essa metodologia conseguem resultados mais rápidos e precisos, por meio do dinamismo e da velocidade que a abordagem oferece, apoiada em entregas frequentes e em correções pontuais.

Imagine finalizar um projeto com total satisfação do cliente e em menos tempo? Pode até parecer impossível, mas é justamente aí que está segredo de sucesso da abordagem. E neste artigo completo, vamos te mostrar por que e como seguir esse caminho.

O que é metodologia ágil?

A metodologia ágil surgiu com o processo de desenvolvimento de softwares, mas, graças à grande eficiência que proporciona, quebrou essa barreira e passou a ser usada em projetos de diferentes escopos.

O start dessa forma de trabalho foi em 2001, com a criação do Manifesto Ágil. A ideia é que as interações com os colaboradores ultrapassem os processos internos, resultando em entregas rápidas e mais frequentes. Também envolve a formação de times horizontais — conhecidos como squads multidisciplinares —, flexibilizando as tomadas de decisão e aumentando a colaboração entre as equipes.

Com o dinamismo do mercado atual, é um formato disruptivo, que surge como alternativa para garantir fluxos de trabalho mais fluidos e produtivos.

Como funciona a metodologia?

Consiste na quebra de um projeto em entregas menores, por meio de iterações. Ou seja, cada pedaço do projeto passa por uma sequência de procedimentos até o alcance do escopo final. Quando uma etapa termina, uma seguinte é assumida, com a repetição das mesmas operações.

Cada etapa tem duração entre uma e quatro semanas, seguindo um roadmap. Ao final do ciclo, o resultado é entregue ao cliente, que faz considerações e pede as correções necessárias.

Com o roadmap e os feedbacks coletados no encerramento dos ciclos, é possível prever as próximas necessidades, ou seja, os aspectos que serão trabalhados futuramente ao longo do projeto. Mesmo que não resolva 100% das demandas do cliente, o produto finalizado chega bem perto disso, por conta do acompanhamento e dos ajustes constantes.

É justamente essa abordagem em ciclos que faz com que metodologias ágeis sejam mais dinâmicas e eficientes. Mas quais avanços esse modo de projetar trouxe?

Antes, o desenvolvimento era realizado de maneira contínua, como um grande projeto. Ao final do trabalho, o cliente fazia os testes e apontava as correções necessárias. Essa fase tomava muito tempo das equipes e representava um grande retrabalho, afinal, era preciso mexer em uma estrutura importante ou alterar um detalhe do começo do trabalho que impactava todas as ações posteriores.

Essa cadeia de problemas pode ser evitada usando diferentes tipos de metodologias ágeis, já que a concepção é construir projetos contando com mais cooperação entre os envolvidos. Hoje, são diversas as formas de aplicar essa abordagem nas empresas. Alguns exemplos de frameworks bastante conhecidos são:

  • Scrum;
  • Kanban;
  • Feature-Driven Development.

Quais são os benefícios de investir em metodologia ágil?

Você já entendeu que estamos defendendo a adoção de um processo mais produtivo e com foco no cliente. Agora, vamos dar uma olhada mais a fundo e te contar as principais vantagens que isso proporciona.

Cooperação da equipe

O conceito ágil traz objetivos muito bem definidos; cada setor sabe o que deve ser feito e qual é a data de entrega e, assim, consegue trabalhar em conjunto de maneira mais coesa e colaborativa.

Além de direcionar o desenvolvimento do projeto, essa abordagem proporciona maior engajamento da equipe e senso de cooperação entre os diversos departamentos, facilitando o trabalho em conjunto em prol de um único objetivo.

Redução de falhas

A divisão em pequenas etapas e/ou entregas e o acompanhamento do cliente em cada uma dessas fases reduz erros significativamente. Em um primeiro momento, é preciso revisar cada ciclo antes da entrega, atuando assim de maneira mais focada e organizada.

Ao final de cada iteração, a empresa avalia o projeto, passando sua impressão sobre o trabalho e indicando o que precisa ser mais alinhado com o propósito geral. Essa rotina vai favorecer a finalização do projeto, dificilmente demandando grandes correções.

Previsibilidade de custos

A divisão em fases menores abre espaço pra uma previsão de custos, englobando os valores necessários ao desenvolvimento de cada ciclo específico. Uma limitação que permite um controle maior e mais realista dos recursos.

Na prática, isso quer dizer que, pensando em longo prazo, o orçamento inicial funcionará como uma estimativa. Desse jeito, poderão ser aplicadas correções que considerem as oscilações de valores naturais ao longo de meses ou anos de projeto.

Em resumo, a proximidade do ciclo faz com que o planejamento financeiro seja mais alinhado com a realidade atual de preços. Também leva em consideração outros pontos, como os funcionários envolvidos e a necessidade de contratação de outros especialistas ou ferramentas, apenas pra citar alguns fatores relevantes que podem afetar os custos.

Melhoria da qualidade

A possibilidade de realizar acompanhamento e fazer correções pontuais proporcionada pela metodologia ágil aumenta a qualidade do projeto entregue e melhora o desempenho da empresa.

Com essa abordagem, é possível entregar o projeto “redondo” pra implementação, sem a necessidade de revisões gigantescas, já que pequenos ajustes foram feitos ao longo do projeto. Isso não só aumenta a eficiência do trabalho, como também a confiança do cliente.

Foco no cliente

De maneira geral, as empresas buscam adaptar os trabalhos às suas estruturas internas e a fluxos com as quais já estão acostumadas. Mas isso muda quando a metodologia ágil é colocada em prática.

A abordagem gira em torno das prioridades de cada ciclo, considerando as necessidades do cliente. A partir dessa definição, as iterações são criadas, com cada ação que deverá ser tomada. Vale lembrar que os ciclos são direcionados para a entrega de um produto ou objetivo final.

Num primeiro olhar, pode parecer um pouco confuso. Mas a metodologia ágil traz justamente o efeito contrário: promove maior clareza de processos e entregas alinhadas às expectativas. Esse estilo de trabalho amplia a eficiência, o sentimento de satisfação e a geração de valor.

Adotar a metodologia ágil pode fazer toda a diferença na escolha entre a sua empresa e a concorrência. Quem não prefere rapidez e qualidade? Fazer a transição pra uma nova maneira de desenvolver projetos é básico se o seu plano é sobreviver em meio à competição.

Tenha sempre em mente que o foco aqui são os ciclos curtos, com a medição de resultados e a implementação de correções e melhorias. A cada novo ciclo, ocorrem repetições do processo, até que o projeto esteja totalmente concluído.

Sua empresa ainda não atua desse jeito? Então considere testar a abordagem de metodologia ágil em projetos menores, pra assim entender o funcionamento do conceito e conseguir levá-lo a trabalhos que envolvam mais pessoas e questões complexas.

Veja mais conteúdos como este acompanhando nossas redes sociais. Estamos sempre publicando novidades no Facebook, no LinkedIn, no YouTube e no Pinterest.

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.