Coolhunting & Trends

Os computadores farão seu trabalho melhor do que você!

Por: Mutant, dezembro 19, 2017

“James Bond luta contra os russos enquanto ele tenta seduzir Ali McGraw antes de morrer”. Este é um dos enigmas críticos que o jogo Americano Jeopardy está oferecendo aos participantes para resolver. Para isso, eles devem ter um conhecimento considerável da história cinematográfica. Eles devem saber que um dos primeiros filmes de Bond é From Russia with Love (1963) e que Ali McGraw morreu em Love Story (1970) em uma tenra idade jovem. Os participantes também devem dispor de uma criatividade associativa considerável. Só então eles podem formular a resposta do quebra-cabeça: Da Rússia com uma história de amor. Impressionante, mas o ponto é que o computador da Inteligência Artificial da IBM (AI), o Watson, está fazendo isso muito mais rápido.

Os advogados leem muitos documentos, os ordenam por relevância e criam conexões criativas entre eles para consultar melhor os seus clientes. Impressionante, mas o ponto é que um bom computador de AI pode ler milhões de documentos a mais sem qualquer distração. Os computadores AI podem prever melhor do que os “melhores” advogados quais as decisões que a Corte Suprema da América irá tomar. Isso não significa que todos os advogados vão desaparecer. Isso significa que precisaremos de menos deles. Estima-se que um computador AI superior possa assumir o cargo de 500 profissionais.

Seu rosto tem 40 músculos. Combinados eles são capazes de cerca de 10.000 expressões faciais. Cerca de 3.000 delas estão diretamente relacionadas às emoções que você expressa, conscientemente ou inconscientemente. O software de Codificação Facial Acting Coding categorizou todas essas combinações faciais e emoções correspondentes. Ao longo de eras de evolução, as pessoas estão bem treinadas para reconhecer todas essas combinações e emoções em um piscar de olhos. Impressionante, mas o ponto é que o programa de computador agora faz isso melhor e mais precisamente. Ainda mais, quando você finge uma emoção no rosto, como dor, por exemplo, o programa está desmascarando você com mais precisão do que um ser humano.

Provavelmente, você se considera acima da média em esperteza e inteligência emocional. Tudo bem, todos nós fazemos. Mas, atrás de qualquer profissão em que você possa estar se escondendo: os computadores vão fazer o trabalho melhor do que você. Você está melhorando suas qualidades passo a passo, incrementando por assim dizer. Enquanto os computadores estão se aperfeiçoando exponencialmente.

Carl Rohde é sociólogo cultural, professor e fundador do Science of the Time, especialista em tendências e inovação e abriu o módulo I “Food for Thought” da Mutant University com a palestra “Trendwatching & Coolhunting”. 


  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.