Marketing

UX research: entenda o que é e como é desenvolvido pela Mutant

Por: Mutant, maio 14, 2020

Entregar uma boa experiência ao usuário nem sempre é fácil, concorda? As pessoas apresentam muitas diferenças entre si, além de serem repletas de emoções e desejos complexos. Mas você sabia que UX research é a solução para superar tal obstáculo?

Utilizando diversas estratégias e técnicas, essa etapa se centra nas pessoas para desenvolver produtos e serviços realmente úteis e encantadores. Ela tem como base a customer experience, fato que a leva a entregar uma experiência memorável.

Porém, como implementar isso de maneira eficaz? E o que um profissional de UX research precisa ter?  

Bem, são essas as questões que responderemos neste conteúdo. Então, siga com a gente!

Afinal, o que é UX research?

UX research é a investigação sistemática a respeito dos usuários, seus requisitos e suas necessidades. O objetivo é conhecer mais de perto anseios, problemas e disposições dos consumidores, gerando insights para serem implementados em fases posteriores. Quanto mais ricos os dados colhidos, mais alta a possibilidade de criar algo alinhado com o conceito de boa experiência.

Então, resumindo, é uma pesquisa, que tem como propósito tornar um produto engajador. Ela pode envolver uma variedade de técnicas, métodos, ferramentas e abordagens, a depender do público. Assim, o processo não segue regras rígidas. Conheça alguns exemplos dos recursos que podem ser usados:

  • questionários;
  • entrevistas;
  • observações;
  • Google Analytcs;
  • software de Customer Success.

Conhecer pessoas e entender seus comportamentos é recomendado. Então, estudar um pouco de antropologia, sociologia e psicologia também tende a gerar pesquisas mais ricas.

Quais as boas dicas para implementar UX research?

Primeiro, é importante se lembrar de que não existem prescrições fixas, pois tudo depende do público e do produto. No entanto, existem boas práticas que tornam o processo favorável. Veja!

Recrute as pessoas certas

Muitos pesquisadores de UX imaginam que realizar os primeiros testes com alguém do círculo de amizades ou familiares é proveitoso. Bem, isso até pode ajudar a dar o primeiro passo. Contudo, é primordial ter em mente que o foco deve estar nos usuários certos, ou seja, nas personas.

Tenha cuidado com a amostragem

É até possível o ponto de vista de uma única pessoa traduzir o que todas as outras pensam. No entanto, em geral, quanto maior a amostra de pesquisados, maior a probabilidade de obter dados precisos. Além disso, é importante saber onde encontrar essa amostragem, para que os resultados não fiquem viciados. Logo, diversifique o ambiente e as características dos pesquisados.

Misture ferramentas e dados

As pesquisas mais ricas não se prendem a uma única ferramenta ou abordagem. Elas combinam dados e técnicas, de modo a ampliar o olhar para o usuário e entendê-lo em profundidade.

Mergulhe de cabeça na pesquisa

Pesquisar demanda tempo e paciência. O nível de imersão de um profissional de UX research em um projeto tende a influenciar na qualidade de dados e resultados. Essa atividade ainda tem a vantagem de gerar certos feelings a respeito de um investimento. Aproveite esses períodos e levante hipóteses que, futuramente, poderão ser testadas.

Qual o perfil de um UX researcher da Mutant?

Um grande objetivo do profissional de UX research é compreender um problema, focando as pessoas. Para isso, junta e interpreta opiniões, considerando o ambiente no qual atua.

Nossos profissionais são meticulosos, investigativos e questionadores, características que acreditamos serem importantes para que consigam se fazer as perguntas certas. Afinal, estamos falando de suprir expectativas e alcançar a finalidade da interface. Essas particularidades também os ajudam a entender as disposições de cada empresa, o perfil dos usuários e as responsabilidades em cada projeto. 

As tarefas de um UX researcher exigem muito trabalho e dedicação, características fundamentais no desenho final de uma URA, um chatbot, um aplicativo ou outra plataforma digital de contato com o cliente. Também investimos na imersão em pesquisas no começo do projeto, para que a qualidade da experiência do consumidor seja sempre favorável.

Quer entender melhor? Imagine um médico precisando recomendar ao seu paciente um tratamento de saúde. Quanto mais informações ele tiver (histórico da doença na família, hábitos de alimentação e sono, resultados dos últimos exames), mais estratégico consegue ser em sua prescrição. Assim é nosso propósito.

Como se faz UX research na Mutant?

“O UX research é uma das primeiras etapas de todos os nossos projetos”, conta Fausto Sposito, diretor de Experience Design. “Antes de começarmos a atuar, realizamos todo o entendimento inicial da jornada, suas correlações, perfis de usuários, expectativas de resultados e todos os elementos envolvidos necessários, para oferecermos a melhor experiência possível”.

As ferramentas e técnicas utilizadas no processo variam, mas podem ser classificadas em quantitativas e qualitativas.

As primeiras visam conseguir informações numéricas sobre os comportamentos dos usuários, como:

  • volume de usos simultâneos de uma interface ao longo de um período do dia;
  • quantidade de serviços mais utilizados;
  • tempo necessário para alguém completar uma ação.

Já as qualitativas focam os detalhes de sensações e experiência. Um exemplo de abordagem utilizada é a entrevista de profundidade, na qual o UX researcher conversa com os usuários da interface, tendo o objetivo de coletar informações.

Mas fica esta dica para você sobre a etapa: o mais importante de tudo é a estratégia do pesquisador em recolher insights importantes, e não a ferramenta em si.

Qual o diferencial da Mutant no processo de pesquisa?

Durante nossas investigações, aqui na Mutant, envolvemos as marcas no processo. Realizamos dinâmicas de design thinking ou cocriação com nossos clientes, pois acreditamos que elas são fundamentais para o alinhamento das expectativas durante o projeto.

“Quem está dentro das empresas consegue nos dizer por que as soluções (ou falta delas) existem. Essa abordagem nos ajuda na estratégia de pesquisa junto aos usuários nas etapas iniciais”, completa Fausto.

Enfim, deu para perceber que a fase de UX research é essencial quando pensamos em user experience, não é? Afinal, ela se propõe a fazer as melhores perguntas, de modo a encontrar as respostas adequadas para desenvolver o melhor projeto possível. Sendo assim, se você tem o objetivo de fazer sua marca atingir a máxima satisfação do cliente, não deixe de lado esse processo, combinado?

E claro! Caso precise de nossa ajuda para implementar a pesquisa de UX, estamos disponíveis. Entre em contato e conte conosco!

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.