Tecnologia

XaaS: tudo pode se tornar um serviço? Entenda sobre o assunto!

Por: Mutant, maio 19, 2020

Cloud computing, ou computação na nuvem, é um termo que está em evidência há alguns anos, e provavelmente todas as empresas, em algum momento de suas trajetórias, já o aplicaram em estratégias. Mas talvez nem todos os gestores conheçam os variados serviços que podem ser criados a partir da lógica de funcionamento desse recurso. Por exemplo, você já ouviu falar em XaaS?

Essa ferramenta é um agente de transformação nos ambientes corporativos, sobretudo em companhias competitivas e alinhadas com os avanços tecnológicos.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo, que vai esclarecer pra você o conceito e indicar os benefícios que a implementação de XaaS oferece. Vamos lá?

O que significa XaaS?

A sigla XaaS é uma referência ao termo Everything as a Service, que pode ser traduzido para o português como “Tudo como Serviço”. Na prática, o conceito representa uma nova forma de as empresas consumirem tecnologia.

O modelo XaaS tem como base as soluções oferecidas pela computação na nuvem, isto é, a reunião de dados e recursos em um ambiente virtual. Com ele, as ferramentas de TI são transformadas em um serviço para atender às necessidades corporativas.

Mas o que exatamente seria uma nuvem? É um ambiente da internet onde as informações ficam armazenadas, um espaço na rede onde pessoas e empresas podem salvar seus dados e programas.

De modo geral, o Everything as a Service consiste no oferecimento de quaisquer tipos de serviços via internet, sem que seja preciso comprá-los ou adquirir licenças iniciais — o mais comum é o pagamento de apenas aquilo que é consumido. Isso auxilia na obtenção de ferramentas sob medida.

É uma forma de garantir a acessibilidade recursos de inovação tecnológica por todos os tipos de empresas, seja qual for seu tamanho ou segmento de atuação. Afinal, além de mais baratos, os XaaS comportam personalização.

No que consiste a era do Tudo como Serviço?

A era “Tudo como Serviço” consiste, basicamente, em transformar toda atividade que antes era executada em estrutura física em serviços que podem ser adquiridos e acessados virtualmente.

As funções oferecidas pelo sistema englobam as áreas de comunicação, infraestrutura, plataforma e monitoramento. Mas a característica principal é a natureza sob demanda (on-demand).

Assim, uma empresa que, para modernizar os seus processos, precisava comprar toda uma infraestrutura tecnológica e zelar pela sua manutenção, hoje pode pagar uma assinatura para ter acesso aos serviços de sua necessidade.

Uma companhia cujo fluxo de trabalho demande 4 horas diárias de uso dessas ferramentas, por exemplo, não terá que desembolsar o mesmo valor do que uma que utiliza 10 horas de serviço.

Como esse conceito se aplica na prática?

O conceito do XaaS está relacionado a uma computação em nuvem robusta. Tal tecnologia expandiu a infraestrutura de TI e, com isso, favoreceu a realização remota de uma quantidade maior de atividades com o suporte de servidores espalhados pelo mundo.

Na prática, podemos resumir o seu funcionamento em três pilares fundamentais. São eles:

  • o uso de nuvem;
  • a base em meios digitais;
  • o acesso remoto.

A nuvem proporciona às empresas um universo de soluções e novas oportunidades — desde servidores otimizados, backup inteligente, até mesmo aplicativos e softwares específicos.

É uma forma de garantir um arsenal de possibilidades computacionais, para que se consiga dar uma entrega de qualidade ao mercado, sem comprometer uma boa parte do seu orçamento.

Outro aspecto positivo sobre os meios digitais XaaS é o espaço ilimitado oferecido pela rede. No dia a dia, isso significa eliminar preocupações de investimentos em hardwares à medida que o volume de dados aumenta.

Paralelo a isso, tem-se a capacidade de acompanhar as atividades em tempo real. Em poucos cliques, o gestor consegue ter um panorama de tudo que se passa na empresa, o que apoia as tomadas de decisões.

Basta um simples dispositivo conectado à internet, por exemplo, para que os funcionários acessem informações referentes a seu setor ou função. Enfim, é um modelo que preza pelo máximo de eficiência, por isso vem sendo muito bem acolhido no cenário empresarial.

Devido ao sucesso na integração às operações de todo tipo de empresa, bem como às melhorias na qualidade e na estabilidade das conexões de internet, o XaaS é uma solução que cresce exponencialmente.

Qual a importância do XaaS?

Para executivos de TI, o modelo XaaS vai muito além de uma simples modernização da infraestrutura de tecnologia computacional. Ele tem papel fundamental na impulsão de projetos digitais para negócios, sendo capaz de potencializar operações em empresas diversas.

O Everything as a Service mudou a antiga ideia de que o departamento de TI precisa de altos investimentos, trazendo alternativas menos custosas e, ao mesmo tempo, mais eficientes para a execução de demandas. Ele funciona como um instrumento poderoso para interligar pessoas, processos e negócios com o máximo de fluidez.

Nesse contexto, vale lembrar que a escolha dos parceiros tem um papel fundamental no sucesso da estratégia. Procure por empresas que tenham expertise no assunto, com profissionais qualificados para fornecer o suporte necessário e, sobretudo, a maleabilidade que atenda aos seus projetos.

Antes de tomar a decisão final, considere quais os dados e processos que você deseja colocar na nuvem. Assim, fica mais fácil ter uma previsibilidade de gastos, bem como uma visão clara dos serviços que se deseja transportar para o XaaS.

A computação na nuvem já mostrou que é uma tendência que veio para ficar, e os rumos do mercado indicam que, cada vez mais, teremos serviços baseados nesse método de funcionamento. E os números vão ao encontro desse cenário — a expectativa é que o setor tenha um crescimento anual de 24% até o ano de 2024.

Quais as vantagens do modelo?

O sistema XaaS impacta não somente o departamento de tecnologia de uma empresa, mas inclui benefícios que ajudam a aprimorar as operações como um todo. A seguir, vejamos as vantagens obtidas.

Aumento da produtividade

A automatização de tarefas já se mostrou como um elemento fundamental para o alcance de um alto nível de desempenho pelas empresas, visto que proporciona agilidade e reduz o número de falhas na execução das atividades.

Nesse contexto, a utilização de recursos mais sofisticados, como o armazenamento em nuvem, permite o aumento da velocidade de processamento das operações, sem que as entregas percam a qualidade.

Para empresas que trabalham com ERP em nuvem, por exemplo, as informações de diferentes setores são gerenciadas com maior eficiência, inclusive com a possibilidade de acesso remoto — e isso se reflete em uma rotina mais produtiva.

Maior lucro

Um dos principais resultados da implementação do XaaS é o aproveitamento máximo dos recursos, ou seja, produzir mais gastando cada vez menos. Como consequência, tem-se também o ganho em lucratividade.

Outro aspecto positivo para o aumento de receitas é a precisão com que as tarefas são realizadas — evitando desperdícios e retrabalho. Enfim, apoiam-se, nesse modelo, tanto a força de trabalho humana quanto a das máquinas.

Redução de custos

A diminuição de despesas é uma meta perseguida por organizações de todos os tipos e tamanhos. Ao optar pelo modelo XaaS, uma das principais consequências é cortar custos tanto quanto possível.

Além dos serviços em nuvem simplificarem o ambiente de TI, alguns gastos, como a aquisição e a instalação de equipamentos, a manutenção da infraestrutura e contratação de pessoal, são eliminados do orçamento.

Adaptação da oferta à demanda

A capacidade de personalização é, sem dúvidas, um dos pontos mais altos do formato XaaS. Ele garante que seja flexível contratar serviços conforme a demanda. Isso significa adaptar a aquisição de recursos ao orçamento e às características de funcionamento.

A formação de uma infraestrutura de TI própria representa um custo pesado para muitas empresas, sobretudo aquelas de pequeno e médio porte. Nesse sentido, a proposta do Everything as a Service revolucionou o mercado.

Hoje, qualquer uma delas têm a seu favor as mais modernas tecnologias atendendo a necessidades exatas. Além disso, empresas que lidam com demandas variáveis ao longo do ano também ganham competitividade.

Diferentemente de uma infraestrutura local, com o XaaS, o gestor consegue expandir ou diminuir os recursos computacionais, de modo a não ser penalizado por insuficiências ou ociosidades.

Melhoria dos processos

A melhoria de processos consiste em um dos maiores resultados práticos oferecidos pelo XaaS. Nesse formato, a execução de tarefas fica mais rígida, econômica e segura.

Portanto, empresas que dependem de recursos computacionais e adotam esse sistema de funcionamento vão sentir uma mudança significativa de otimização das atividades.

Com a evolução que vem acontecendo no mercado, é difícil imaginar uma empresa que não utilize nenhum tipo de automatização na sua rotina. E agora, é possível contratar servidores de ponta, com especificações variadas, sem a necessidade de investimento em infraestrutura.

A era do “Tudo como Serviço” permite que as empresas estejam sempre assistidas, com uma alta disponibilidade de serviços e especialmente o auxílio de profissionais com expertise no assunto, responsáveis pela gestão dos sistemas.

As funcionalidades da nuvem garantem uma boa experiência, potencializando a estratégia de customer experience. Assim, a elevação nos níveis de desempenho também fará com que a empresa gere mais valor para seu público final.

Maximização do ROI

O retorno sobre investimento (ROI) é uma forma de mensurar o quanto uma empresa lucrou com determinada aplicação de capital. No caso do XaaS, que a proposta é a de obter recursos mais eficientes por um menor preço, o mais comum é que o ROI seja elevado.

Liberação do time de TI

À medida que o XaaS é ampliado e a empresa agrega diferentes soluções, é possível que a equipe de TI se concentre em operações mais relevantes e no desenvolvimento de projetos que gerem valor para os resultados globais.

Além do aspecto técnico, a mobilidade também produz um efeito de maior satisfação entre os funcionários — eles se sentem em uma posição mais importante e, consequentemente, tornam-se mais produtivos.

Quais as principais ofertas de XaaS?

Com o XaaS, inúmeros serviços são colocados à disposição das empresas e dos seus colaboradores. E a boa notícia é que eles permanecem em constante atualização. Confira a seguir os tipos de solução.

MaaS (Monitoring as a Service)

O MaaS é um serviço que combina a computação na nuvem com recursos de monitoramento da infraestrutura de TI, pelo sistema on-premise. Em outras palavras, é uma ferramenta que permite a hospedagem de uma solução de monitoramento em nuvem, sem que, para isso, haja necessidade de sua instalação nas máquinas — toda a estrutura funciona online.

Um exemplo de solução MaaS é o Sky.Saver, ferramenta que proporciona a economia de gastos com infraestrutura quando se utiliza AWS.

CXaaS

Por CXaas podemos entender a metodologia que oferece uma visão tática e estratégica sobre demandas específicas, porém, de um jeito mais amplo. Isto é, o CXaaS compreende a análise de diversos fatores para uma entrega customer centric, enxergando o cliente como protagonista e, assim, gerando o melhor valor possível.

Se a pessoa tenta resolver um problema com sinal de internet, por exemplo, a operadora não deve se preocupar apenas em restabelecer o serviço. Seu foco deve ser também o de investigar se esse indivíduo conta com os recursos certos para o melhor aproveitamento e quais são os obstáculos que podem estar impedindo a usabilidade.

O CXaaS usa os recursos de tecnologia e atendimento humanizado para garantir serviços de excelência ao público-alvo.

CaaS (Communication as a Service)

Consiste em um modelo de serviço de telefonia. Dentre os recursos que podem rodar nesse sistema em nuvem, é importante destacar o autoatendimento, a Distribuição Automática de Chamadas (ACD) e os Serviços de Voz sobre IP (VoiIP).

IaaS (Infrastructure as a Service)

O IaaS é responsável por oferecer um conjunto de serviços virtuais. Com ele, um provedor de nuvem hospeda vários componentes da infraestrutura de um data center local. Veja alguns exemplos:

  • hardware de armazenamento;
  • servidores;
  • rede;
  • camada de virtualização;
  • ferramentas de segurança;
  • backup;
  • recuperação, entre outros.

Ao investir nesse software, a empresa passa a administrar o seu data center remotamente, sem precisar adquirir novos equipamentos. Além da redução de custos, adotar essa estratégia traz segurança para o armazenamento de dados, pois eles não ficam expostos a qualquer desastre físico.

DaaS (Desktop as a Service)

O DaaS é o sistema responsável pela virtualização de desktops, possibilitando o uso em qualquer dispositivo — ele fica hospedado na nuvem do provedor.

Isso significa qu aplicações, e-mails e demais ferramentas utilizadas pela empresa poderão ser acessadas por meio de plataformas pŕoprias e navegadores na web.

Com o uso do DaaS, o time de TI consegue gerenciar com mais facilidade a infraestrutura de suporte, segurança, armazenamento e rede, sem que, para tanto, o trabalho dos demais colaboradores seja prejudicado.

NaaS (Network as a Service)

O NaaS, Network as a Service, nada mais é do que um serviço de Rede como Serviço — ferramenta que interliga diversos serviços baseados na nuvem e que depende apenas de um computador com conexão à internet e um provedor para funcionar.

Quando falamos em rede digital, não há necessidade de montar sua própria estrutura física ou utilizar qualquer tipo de hardware. O NaaS descomplica a construção de redes corporativas.

PaaS (Platform as a Service)

A funcionalidade de Plataforma como Serviço (PaaS) traduz-se em um ambiente destinado ao desenvolvimento e à implantação de projetos, tais como a criação e o teste de aplicativos, com auxílio dos recursos mais completos e seguros.

Por ser baseado em nuvem, o PaaS não exige altos valores como a construção tradicional de softwares.

SaaS (Software as a Service)

O Software como Serviço (SaaS) consiste em um tipo de programa disponibilizado sob o modelo de nuvem. Assim como os demais recursos oferecidos, o SaaS não depende de nenhuma forma de instalação — é um recurso que também fica em um servidor remoto e, por isso, traz diversas vantagens.

Para um exemplo prático, algumas das ferramentas de SaaS inclusive estão presentes no nosso cotidiano. É o caso do Google Docs, programa de edição de textos online e gratuito. Nele, não há armazenamento físico.

Outro exemplo dessa ramificação, e que tem um papel de extrema relevância, é o dos softwares de Customer Experience, que ajudam no mapeamento dos problemas e na criação de estratégias para o aperfeiçoamento da experiência do clientes.

De que maneira o XaaS impacta o futuro dos negócios?

Por mais que pareça um processo complexo, as perspectivas do XaaS para o futuro dos negócios são bastante positivas. Conheça alguns destaques nos itens a seguir.

Escalabilidade

A escalabilidade é, sem dúvidas, um dos elementos-chave para a decisão de uma empresa em implementar o modelo XaaS na sua estrutura de negócio.

Isso se explica pela possibilidade de adaptação do sistema de acordo com as demandas da empresa — nos períodos de menor movimento, existe a liberdade para liberar os recursos que não estão sendo utilizados.

Por outro lado, quando há uma expansão das atividades, um novo servidor pode ser introduzido e replicar com facilidade a estrutura preexistente. As plataformas na nuvem se ajustam rapidamente às necessidades da carga de trabalho.

Em suma, são tecnologias com grande capacidade de personalização, moldando-se muito bem às características de cada empresa. Inclusive, esses valores gerados representam uma forma de inserção das atividades empresariais de menor porte, que enfrentam grandes obstáculos para criação e manutenção de uma estrutura de TI própria.

Com os XaaS, além de conseguir ferramentas de qualidade por um custo mais baixo, o pequeno empreendedor tem a oportunidade de escalar seus recursos ao passo que a sua atuação cresce.

Maior mobilidade

Quando falamos em transformação digital, a mobilidade e o dinamismo são forças indispensáveis para agilizar a execução das tarefas diárias, bem como a prestação do atendimento ao cliente — cumprimento de prazos, respostas rápidas às solicitações etc.

Nesse sentido, alguns impactos que um sistema em nuvem proporciona são os privilégios de acessar informações e até mesmo realizar determinadas tarefas de qualquer lugar. No que diz respeito aos consumidores, eles também ficam satisfeitos com as facilidades para interagir com a marca.

Competitividade

Em meio ao cenário de mudanças do mercado empresarial nas últimas décadas — contexto em que não estão inseridas apenas as inovações tecnológicas, mas também os perfis dos consumidores —, investir em XaaS é uma excelente alternativa para gerar competitividade.

O raciocínio é bem simples! Se a empresa consegue elevar a sua produtividade e, ao mesmo tempo, eliminar gargalos orçamentários sem perder eficiência, ela certamente está em posição de vantagem se comparada a boa parte dos concorrentes.

E quando se trabalha com processos apropriados, outro reflexo natural é uma base de clientes contente e engajada com as ações da marca.

Mudanças do mercado

O Everything as a Service rompeu totalmente com os serviços de computação tradicionais e apresentou uma nova visão de trabalho para os times de TI e os demais setores das empresas.

Com essa mudança provocada no mercado e o fortalecimento das tecnologias como elementos indispensáveis para a atividade empresarial, a tendência é que esses novos recursos sejam fortemente adotados como forma de trabalho.

As despesas mundiais com Tecnologia da Informação baseadas em Cloud Computing devem continuar em ascendência. Exemplo disso é a estimativa da Gartner: segundo a consultoria, o mercado mundial de serviços de nuvem pública crescerá 17% em 2020 em comparação a 2019.

Isso significa que os investimentos estão em movimento, com a indústria funcionando a todo vapor. Logo, os empresários que querem se manter fortes devem se adaptar o quanto antes ao Everything as a Service.

A transformação digital obriga as empresas a investirem na modernização de processos para que se mantenham em posições competitivas. Desse modo, o surgimento da metodologia XaaS representa um forte aliado para vencer o desafio. Até o momento, os resultados são animadores, e isso pode se percebido pelo aumento de capital empregado na área.

As possibilidades de serviços na nuvem são amplas e já demonstram excelentes resultados. E quem está em busca de otimização de performance e resultados deve estar bem atento às vantagens que o sistema oferece.

Gostou do artigo? Agora que você já conhece os benefícios que o modelo “Tudo como Serviço” pode trazer para sua empresa, aproveite pra baixar nosso e-book sobre a tecnologia Machine Learning e entender a sua influência no atendimento ao cliente!

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.