Tecnologia

Conheça as principais aplicabilidades da blockchain nas empresas!

Por: Mutant, março 19, 2020

Pra muito além das criptomoedas, o uso do blockchain nas empresas é uma tendência de impacto. Essa tecnologia permite o armazenamento e o compartilhamento quase que instantâneo de dados. No caso das moedas digitais, seu uso serve pra registrar as transações efetuadas e armazená-las em uma cadeia de computadores.

Os dados salvos em cadeia formam uma rede de armazenamento muito segura, que é o que chamamos de blockchain. Tipos diversos de dados podem ser armazenados e compartilhados, permitindo que cada usuário use chaves de acesso exclusivas que os identificam.

Se você considerar que estamos num momento determinante para o andamento da 4ª revolução industrial e que o uso de dados está no centro do processo, consegue ter uma dimensão da importância da aplicação da blockchain. Entenda melhor o que está por trás dela!

Vantagens do blockchain pra empresas

A velocidade com que o blockchain permite executar negócios supera a capacidade de qualquer modelo tradicional. Pra ter uma ideia, basta comparar o prazo de semanas necessárias pra transferências bancárias internacionais e o de compensação do Bitcoin, que é quase instantâneo. Veja outros benefícios que relacionamos.

Redução de custos

As mesmas transações bancárias dependem de intermediários, geram tarifas e exigem burocracias para o controle e a segurança do processo. O blockchain dispensa a intermediação e diminui os custos decorrentes. Pra muitas negociações, o impacto pode não ser muito representativo individualmente, mas, em escala, o ganho é exponencial.

Proteção dos dados

Os vários recursos usados pra dificultar a invasão de um servidor não costumam ser impedimentos definitivos para os hackers, mas alterar simultaneamente uma base de dados replicada em vários computadores é muito mais complicado.

O blockchain permite que os dados sejam criptografados individualmente, e o acesso a eles depende do uso de uma chave personalizada. Pra entrar no sistema, seria necessário conseguir todos os códigos de acesso. Impossível? Não! Nada é 100% seguro, mas o nível de segurança é mais alto, pois o comprometimento de parte do bloco não é capaz de provocar dados em todo o sistema.

Transparência

Em Denver, nos Estados Unidos, os consumidores podem saber a origem exata do café que tomam. Um programa piloto usa o sistema de blockchain pra rastrear a origem do produto e informar qualquer pessoa que deseja a informação.

Por meio de um QR code disponível na embalagem, é possível verificar desde o pagamento feito até os produtores e conhecer os intermediários de toda a cadeia, a classificação de qualidade e outros detalhes de identificação.

Essa é uma tendência de negócio, porque a mesma transparência pode ser alcançada em várias negociações e ocorrências, como no caso dos investimentos voltados ao marketing digital, por exemplo.

O registro em blockchain possibilita saber pra qual agente da cadeia a verba foi destinada, em que volume, com qual frequência, se realmente para o público a que se destinava e com qual resultado. Tudo rastreável e protegido.

Além disso, a blockchain permite armazenar aplicações capazes de executar serviços automaticamente, como efetuar uma transferência. O efeito desse tipo de função na experiência do cliente faz com que muitas empresas busquem alternativas para estimular que os clientes acessem informações sobre suas transações.

Como elas podem ser facilmente rastreadas, a experiência de assumir esse controle é uma poderosa ferramenta para aumentar a confiabilidade do consumidor com base na transparência.

Aplicabilidades do blockchain nas empresas

Ainda existem barreiras tecnológicas que precisam ser superadas para o amplo uso da tecnologia, o que pode demorar alguns anos, mas nada impede que ela seja usada pra aceitar pagamentos em Bitcoin, por exemplo. Conheça abaixo outros usos possíveis!

Em marketplaces

Assim como exemplificamos com os casos do café em Denver e no da gestão de uma campanha de comunicação digital, um marketplace pode disponibilizar pra seus clientes informações sobre origem dos produtos, participantes das negociações e políticas trabalhistas dos intermediários, por exemplo.

Nesse cenário, a confiabilidade e a responsabilidade da marca assumem outro patamar, o que reflete na melhoria do relacionamento, na fidelização e na experiência do cliente.

No controle de qualidade

Do mesmo modo que o consumidor de um marketplace, as próprias empresas podem usar as informações disponíveis sobre o que ocorre na cadeia de produção pra melhorar a qualidade e o controle sobre matérias primas e produtos.

Do ponto de vista operacional de um recall de peças — muito comum no setor automobilístico —, há impacto positivo na eficiência, na agilidade e nos custos. Afinal, os compradores dos veículos também podem ser registrados, permitindo até mesmo direcionar os avisos e automatizar os agendamentos de troca de peças nas concessionárias.

A rede Walmart já utiliza a tecnologia do blockchain como recurso de rastreabilidade pra identificar a origem de produtos com problemas, eventuais lotes contaminados e localização deles nas lojas.

Nas transações financeiras

A aplicação mais conhecida do blockchain não poderia ficar de fora da nossa lista. Principalmente, porque ela não está limitada ao Bitcoin e a outras moedas digitais. Os grandes bancos se apressaram em testar a tecnologia no controle de pagamentos.

No Brasil, o Banrisul, o Banco do Brasil, a Caixa Econômica federal, o Santander, o Itaú e o Bradesco são exemplos de instituições que apostam no blockchain como alternativa pra transferências.

Em 2018, o Itaú já usava a tecnologia pra armazenar dados sobre margens de garantia contratadas por investidores. Desde 2016, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), mantém o Grupo de Trabalho de Blockchain, que reúne o Banco Central e os maiores bancos do país pra tratar da adoção da tecnologia.

No registro de dados

Até mesmo a ONU investe em blockchain, mais especificamente em um projeto de identificação. Sistemas de registro capazes de identificar pessoas e transações são fundamentais para o sistema financeiro e a democratização do acesso a ele.

Um sistema mais eficiente pode ajudar a diminuir a burocracia na abertura de contas em bancos e ainda fazer diferença até em crises humanitárias.

No Canadá, bancos e o governo se mobilizaram na criação de uma empresa que usa o blockchain pra diminuir custos, aumentar a segurança e garantir a privacidade dos clientes bancários.

Nos contratos inteligentes

Os contratos inteligentes, ou Smart Contracts, são programas que armazenam regras contratuais e as executam automaticamente. Pra entender melhor, um exemplo simples é quando uma pessoa assume um compromisso de pagamento.

Se registrado nesse tipo de aplicação, na data de vencimento, o sistema verifica se o pagamento foi processado e executa a ação correspondente — que, nesse caso, pode ser cobrar o comprador ou, se tiver sido paga, baixar a pendência.

Com o uso em escala de blockchain, não há limites para o que pode ser automatizado com a adoção desses contratos, pois informações diversas poderão ser acessadas na cadeia pra aplicar a ação prevista.

Nesse cenário, podemos imaginar um futuro no qual um candidato a inquilino que, usando um óculos de realidade virtual, visita um apartamento sem sair de casa. No mesmo momento, ele decide pela locação, comprova sua identidade com uma chave criptografada disponível em blockchain, assina o contrato e efetua o primeiro pagamento.

Assim que ele chega diante do imóvel, o contrato inteligente é acionado pelo celular, confirma que ele está na porta usando identificação facial e libera o dispositivo de travamento da porta. Parece ficção pra você?

Seja como for e demore o tempo que demorar, o fato é que o blockchain nas empresas e no seu uso em larga escala pelo consumidor pode mudar a realidade, tal como a internet fez nas últimas décadas. A tecnologia estará por trás de sites, dispositivos, plataformas e aplicações fazendo tudo acontecer de um modo mais rápido e seguro.

O que mais nos aguarda? Assine a nossa newsletter e descubra com a gente!

  • Receba nosso conteúdo em primeira mão.